Vida forçada cap.05

Um conto erótico de Cláudiakadela
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 11/06/2019 21:01:24
Nota 10.00

Oi sou Cláudia, continuando o conto anterior,eu e meu dono estávamos em uma casa no litoral.

Depois de voltarmos do restaurante, ao chegarmos na casa eu fui botar os oito ovos que estavam dentro do meu cuzinho, tomei um banho e fui ao encontro do meu dono.

De banho tomado ele comeu meu cuzinho, depois que gozou dentro, pegou o plug de rabinho, colocou em mim, ainda com porra escorrendo, o que facilitou a entrada.

Depois colocou a corrente na minha coleira e fomos passear na areia da praia.

Era por volta de 19:00 HS, como a casa era beira mar, era só atravessar a rua.

Havia um casal sentado no banco do calçadão da praia, que ficou olhando quando passamos, logo escutei a garota gritando com o rapaz;

Algum problema?

Não querida!

Tá olhando pra eles porque então?

Não, não…..

Já vi que brigaram por minha causa, também pudera….

É difícil encontrar uma mulher nua, encoleirada e andando de quatro como uma cachorrinha e não olhar, coitado!

Continuei balançando meu rabinho até a areia da praia.

Na areia, não tinha quase ninguém pois já havia escurecido, ainda assim avistava um ou outro, mas com a escuridão, pouco me notaram e quem nos viu, não fez caso.

Chupei muito o pau dele, também me comeu muito.

De frente, de lado, por trás e bebi muita porra.

É putinha, estou gostando de ver.

Só te falta uma coisa pra virar uma cadela de verdade.

O que falta senhor, quero ser a maior de todas!

É só dizer o que quer que eu faça.

Pra que fui abrir minha boca?

Havia um cachorro passeando só pela praia e meu dono começou a assobiar, chamando ele.

Logo o animal veio, pobre de mim….

Você ainda não cruzou com alguém de sua espécie.

Hoje você será a maior cadela de todas, vai ficar engatada com um cachorro em público,pena que pouca gente vai ver o espetáculo.

Fiquei paralisada com a situação, não podia e nem devia contrariá-lo, porém não tinha o que fazer.

Ele trás o cachorro para perto de mim e logo o cachorro começa a me lamber, lambia meu cuzinho e minha buceta, ainda sujos de porra.

Meu coração quase saia pela boca, mas era gostoso a sensação, toda vez que a língua dele deslizava.

Então meu dono direcionou o cão atrás de mim, ao que logo montou e começou a procurar algum buraco.

Sem poder me mexer, eu torcia para o pau dele acertar minha buceta, no meu cuzinho seria terrível, pois já estava dolorido e ardia muito de tanto meu dono comer.

De repente sinto uma estocada, e dou um grito.

Aaaaaaaaaaaai, ai,aí,ai!!!!!

O cachorro acertou justamente meu cuzinho, depois da primeira estocada,ficou bombando frenéticamente, quatro ou cinco vezes mais rápido que meu dono.

Então sinto um jato quente dentro de mim e o nó se formando.

Estava eu ali, na areia da praia, nua,de quatro e engatada com um cachorro.

Pronto agora eu era a maior cadela de todas!

Depois que fiquei engatada meu dono tirou algumas fotos e se afastou, sentou-se mais adiante.

Algumas pessoas mais passaram por perto, pararam e ainda tiraram fotos.

Um garoto também passou, viu e saiu correndo.

O nó não se desfazia e logo aquele garoto que viu e saiu correndo, voltou, mas não voltou sozinho.

Trouxe alguns amigos que jogavam bola, cerca de oito garotos.

Fizeram uma roda cercando eu e o cachorro.

Logo ficaram batendo palmas e assobiando.

Me apavorei com tudo aquilo, quando o nó se desfez, pensei em sair correndo com tanta vergonha que sentia.

Quando fiquei de pé para correr, ouço meu dono dizer:

Cadela!

De quatro!

Onde pensa que vai, sem minha ordem!

Me abaixei novamente, e os garotos vibravam.

Uruuuuu!

Fiu,fiu!!!

Aí rapaziada, a cadela adora chupar rola e beber leitinho!

Pede pra eles leitinho cadela!

Tento me recompor das lágrimas, meu corpo estava todo dolorido depois de cruzar com aquele cachorro, meu cuzinho ardia como fogo, então fiz o que ele me mandou.

Rapazes eu adoro beber porra, quem de vocês pode me dar?

Eu!

Eu!

Eu!

Meu dono mandou todos ficarem nus e eu no meio da roda era responsável por fazer aqueles oito garotos gozarem na minha boca.

A cada gozada na minha boca eles gritava:

Engole, engoli!!!

Quando terminaram de gozar, meu dono falou que se quisessem me comer, era pra vir no outro dia no mesmo horário e que trouxessem camisinha.

Mandou eu me lavar na água do mar.

A água estava gelada, me lavei como pude,a água salgada fazia arder ainda mais.

Quando sai da água, meu dono me deu parabéns.

Pronto agora você é uma cadela de verdade!

Amanhã será a maior putona da baixada,kkkkk!

Vamos para casa!

Estava eu nua, toda molhada, com frio, de quatro, e agora sendo guiada pela corrente pra casa.

Chegando em casa, meu dono mandou eu tomar um banho quente e ir descansar.

Amanhã temos um dia longo.

No dia seguinte, ao amanhecer, já me sentia melhor, já tinha ouvido falar que a água do mar era medicinal, curava, cicatrização….

Meu cuzinho parecia mais apertado e minha buceta já não ardia.

Meu dono improvisou um potinho de comida pra mim e colocou um pouco de Sucrilhos com leite.

Bom dia cadelinha, tome seu café da manhã!

Chupei o pau dele, então gozou no meu Sucrilhos.

Quando acabamos de tomar café, meu dono madou vestir aquele biquíni que ele havia comprado no shopping.

Era um biquíni fio dental muito pequeno, tamanho P.

A calcinha do biquíni, amarrava dos lados, para amarrar tive que socar ele todo na bunda e a parte da frente indicou tão esticada que algumas vezes entrava dentro da buceta, tinha que tirar.

A parte de cima do biquíni só cobria o bico dos seios, estava nua, literalmente.

A correntinha do pírcigns da buceta, tive que deixar pra fora, e dos mamilos também.

Putinha você está um arraso!

Saímos para a praia, não tinha quem não olhasse pra mim.

Ao atravessar a rua businavam, me chamando de gostosa!

Estiquei uma toalha na areia e me deitei de bruços.

Meu dono mandou eu tirar a parte de cima do biquíni, depois mando tirar a parte de baixo.

Estava eu de novo nua na praia, agora em plena luz do dia, sorte minha que estava de bruços.

Sorte?....

Putinha, cite-se de frente!

Não sei o que pode me acontecer agora, me viro de frente e agora deixo esposo todo meu corpo.

Meus seios com aquelas correntinhas e minha buceta com aquele pírcigns de correntinha também.

Pelo menos estava de óculos escuros pra disfarçar.

Logo os homens ficavam passando ali só pra me ver de perto.

Putinha vá buscar naquele quiosque uma água de côco pra nós.

Não ouso perguntar nada, me levanto nua, com as correntinhas balançando e viu até o quiosque.

Ainda não cheguei e o rapaz do quiosque não parava de me olhar, até que me aproximei.

Olá moço, pode levar duas águas de côco pra mim?

Sim delícia, quero dizer, moça!

Viro as costas e saio rebolando e balançando as correntinhas do meu corpo.

Volto e logo o rapaz chega com a água de côco, meu dono pede uma porção de peixe e um pouco de azeite.

Depois de um tempo o rapaz traz o peixe e o azeite.

Estávamos comendo, meu dono se levantae vai ao quiosque e volta com seis ovos cozidos.

Putinha, molhe esse ovos com azeite e enfie no seu cuzinho.

Ali na praia,que perigo!

Se alguém ver,pensava eu….

Disfarço o máximo possível e enfio um a um, até que não sobrou mais nada.

Dessa vez era diferente da outra vez que enfiei oito ovos e fui ao restaurante,agora os ovos estavam melados no azeite e escorregavam muito,a todo momento queria sair.

Eu não podia ficar empurrando com o dedo toda hora, estava nua na praia em plena luz do dia.

Se deixar sair algum ovo, vai comer na hora e te faço botar o resto na frente de todos!

Que horrível a sensação de algo querendo saltar do seu cú e você não poder fazer nada,por mais que eu segurasse parecia que ia saltar a qualquer momento.

Então meu dono manda eu ir dar um mergulho.

Vá correndo, quero ver os mamões balançando!

Sai correndo, e quando percebi um ovo já ia saindo, não tive escolha, meti o dedo no meu cú e empurrei de volta.

Entrei no mar, dei um mergulho e voltei.

Você deixou sair algum ovo putinha?

Não senhor, jamais!

Não acredito y você, deve ter deixado algum ovo cair e está mentindo pra mim.

Não senhor!

Comece a botar um a um para eu contar.

Aqui senhor, na praia!?

Vai me questionar?

Não senhor!

Então me agacho e começo a botar os ovos, pessoas olhando e reprovando lógico.

Depois que botei os ovos ele disse:

Descasque e coma!

Sorte minha que eu havia feito uma lavagem intestinal logo cedo, caso ele quisesse comer meu cuzinho eu estaria limpa.

Descasque os ovos e comi, um a um.

Então surge um rapaz onde estávamos com uma sacolinha e algo dentro.

Bom dia, lembra de mim?

Eu lembrei na hora, eu sabia quem ele era.

Era um dos rapazes de ontem a noite que fiz uma chupeta na praia.

Meu dono disse que não se lembrava, então o rapaz falou:

Sou um dos rapazes de ontem a noite que sua cadelinha fez chupeta.

Ah lembrei!

Te disse que se quisesse comer ela era hoje a noite, não agora!

Sim apenas vim trazer o rabinho dela, achei jogado na areia hoje cedo no mesmo lugar.

Não estou acreditando cadela inútil, como você esquece seu rabo por aí?

Hoje é seu dia de sorte garoto, vamos até minha casa que você vai comer ela agora, vou dividi-la com você.

Ainda no portão tive que entrar na casa de quatro, no quintal mesmo meu dono manda eu ir chupando o garoto e ele entra na casa.

Quando volta trás consigo umas camisinhas e manda o garoto colocar.

Depois ele manda eu sentar na rola do garoto que já estava deitado, de pau duro.

Senta com o cú, e deita que vou meter na buceta!

Não estou acreditando, estavam fazendo uma dupla penetração em mim, me sentia toda preenchida.

Gritava e gemia, esquecendo que estava no quintal, o portão era de grades, então volte meia alguém parava pra ver o que estava acontecendo.

Eu nua no quintal, sendo comida por dois homens, numa dupla penetração ao ar livre.

Me comeram tanto, tanto, gozaram até não ter mais esperma.

Então tiveram a ideia de mijar encima de mim.

Daqui a pouco meu dono manda eu abrir a boca e faz eu beber sua urina.

Isso deve ter durado mais de duas horas, eu estava fudida e toda suja de porra e mini.

Depois que o garoto se cansou, meu dono mandou ele colocar o rabinho em mim.

Ele enfia com facilidade, além da porra que escorria, ainda estava bem laciado.

Depois ele se despediu de nós e foi embora.

Meu dono me mandou ficar ali mais um tempo tomando sol e foi tomar um banho.

Na verdade ele estava me castigando, porque eu estava toda suja de porra e mini e cozinhando no sol.

Já a tarde quando o sol se pôs, ele liga uma mangueira, me dá um sabonete e manda eu tomar um banho.

Me lavo ali mesmo no quintal, pego aquela mangueira e enfio no meu cuzinho pra tirar a porra que ainda escorria.

Depois de ter tomado banho ele permite que eu entre pra casa.

Putinha, descanse um pouco, porque prometi prós meninos que você ia transar com eles e minha palavra eu cumpro.

Já é cinco e meia da tarde, as sete e meia nos vamos pra praia fazer o bacanal!

Então vou deitar e esperar pelo meu martírio.

Uma vaca sendo levada para o matadouro.

As sete meu dono coloca a corrente na minha coleira e lá vamos nós….

Quando chegamos não havia oito garotos como na noite anterior, eram muitos mais.

Cerca de vinte, todos batendo palmas quando me viram chegar como uma cadela de quatro.

Meu dono diz:

Todos podem comer ela, mas quero todos de camisinha!

Enquanto um me comia o outro eu chupava e outro enfiava o dedo ou no meu cú ou na minha buceta.

Uns gozavam encima de mim, outros gozavam na minha boca, outros na minha cara.

Fui comida a noite inteira, quando estava amanhecendo o dia, começaram a ir embora.os últimos pegavam as camisinhas e mandavam eu beber o que tinha dentro, aquela porra gelada.

Quando há não tinha mais ninguém, fomos pra casa

Antes de ir, pedi ao meu dono pra dá um mergulho e me lavar com a água do mar.

Ao sair da água, lembrei do meu rabo, e para não ter mais surpresas, enfiei ele no meu cú e sai como uma boa cadela.

Eu estava muito cansada, sorte que meu dono também.

Quando chegamos, tomamos um banho e desmaiados, dormimos quase o dia todo.

Quando despertamos já havia escurecido,eu estava moída, por dentro e por fora, meu dono dizia estar cansado também.

Estávamos com muita fome, então voltamos aquele restaurante da noite passada.

Desta vez, ele mandou vestir apenas uma camiseta dele e um sininho na correntinha presa na buceta, e fomos ao restaurante.

Voltamos a sentar na mesma mesa da noite passada, queríamos algo leve então pedimos uma sopa.

Senhor preciso que goze na minha sopa, para que eu tome.

Putinha estou muito cansado, pegue um copo descartável, vá ao banheiro masculino e chupe alguns caras, encha o copo!

Faça como fez da outra vez.

Sim senhor.

Fui ao banheiro masculino, tirei a camiseta….

Lá estava eu de novo, nua no banheiro masculino com um copinho descartável esperando estranhos para pedir porra.

Logo foi aparecendo um, outro e fui pedindo porra.

Alguns se assustavam, mas logo cediam, vendo uma mulher nua pedindo pra chupar seu pau.

Foram tantos paus que de repente perdi o controle da situação e começaram a me agarrar, logo estavam me enrabando.

Não moço, só quero chupar alguns paus….

Nada feito, me comeram ali no banheiro e e eu não podia pedir ajuda a ninguém.

Quando consegui sair de lá, disfarcei ao máximo pra ninguém perceber.

Peguei o copinho, voltei a mesa,ainda sentia a porra escorrendo do meu cú e da minha buceta, não tive como me lavar, então despejei tudo no meu prato e tomei minha sopa.

Depois fomos embora.

Chegando em casa, falei ao meu dono que havia sido estuprada no banheiro do restaurante.

Ele apenas sorriu e mandou eu me lavar.

Queria ser a melhor?

Virou a maior "putona " do litoral.

Tome um banho e vamos descansar mais pouco, na madrugada pegamos a estrada de volta.

Continua….

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/06/2019 01:30:12
Esta perfeito, continua assim

Online porn video at mobile phone


imagens pra zap tipi eu mkkkcontos eróticos comi a quarentona virgem evangelicaconto erotico moradorContos eróticos casada no acampadosiniciando um viadinho contoarreda o shortinho e mete o caralho no cu da cunhadaso norabo xvideoadcomendo a sogra contosmunaia bunda oque quer dizerentregadora de panfletos vendo.meu paucontos eiroticos leilapornmulher com os peito cheio de leite para o homem amar a mulher vai descendo depois ele transa com ela gostosomule tarada nuonibonovilha tiramo a vigidade du cu da busetanegão pauzudo comendo a forca faxineiro do hotelporno com egua muito igienizadano cuzinho da esposa do amigo q estava viajandoconto erótico dominicao vol.7contos eroticos comi o cu do amigo da faculdadepornodoidovideo longovara no bundao do novinho contosvideos proibidos corno narra esposa chorando com gozada no cuzinho negao rasga o cuencoxando com. o pau duro. o oCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHApprno padrasto saradao escuta entiada gemendovideo de idosa abrindo video de gemido no meio do mercado "apaga isso"chutando a bucetinha da cunhada a força contocorno covarde chorãonovos contos eroticos de maes dandos suas calcinhas usadas como premio pros filhoscontos eroticos/dois gorotos negros picudos fuderam minha namorada a forcaNiely mostrando a b***** raspadinhatesão de imao parte 1xvideos contos fudeu a sobrinha na festa bebadaConto erotico sou madura e consolo lesbicagostosa rabuda negra de shortinho damdo xvideosou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendomulher.gosta.de.chiupar.ingoli.aporavidiopono mulher bica teArrombou minha buceta contocontos eroticos meu avo me comeu a forca e eu gosteiconto estorei o cabresto na punhetacuzao busetao gg gosadas grelao gg negras ptDona de casa e o garoto pirocudo ,contosGays gostososcontosskype:bruninha_zinha_ztitia lambuzou no meu pau de bostacontosXVídeos priquito bem bonito eu sou um Marciano eu quero verfoto que se mexe que travesti gostoza e bonita peitinho bicudinhominha irma deixou um bigodinho na xana so pra fuder comigovideos emprestei minha esposa gostosa para um amigo dotado 2017incesto com meu vô contosvonto gay engraxateconto erotico de velho aromba cuzinho da netaporno coroas carentes querem pica dos sogrosnoviho da buseta ixada con chote colado amostando xoxotaPorno mulher gritando muito na pica do jumento e o. Jumento encaxou até o talo. tirado avingendade com negao safadesa sexofodendoirmazinha novinha gostozinha depois mãe saiaPUNHETAS COM CARALHOS GROSSOS E LARGOS X VIDEOcagada chegei em casa tava minha mullher e minha enteada nua na minha cama sexi xvidobaixar video porno tiar virgidade foda rijaporno clAsSico primeira vez de um molequeContos eroticos a neta da vizinhamorena sapeca capetinha XVídeosnegão explode bucetinha pau monstro video zoofiliaLuana contos erticosXVídeos mama brusquetaXvideo loira da camisa listrada vermelho com branco danda abucetacorno puxa o grelo e mamaentilhada nao resti opadasto tomano banho di pau duro I trazol comeleenfermeira tarada fudendo com seu pascientehomens chupando gkscotos eroticos negao roludo berei gritei vi estralas empurou meu uterointeada com madrasta lesbicas de shortinho verde v chegando de mancinho